PUBLICIDADE
Notícias

''Game of Thrones'' poderá perder dinheiro com a saída de Reino Unido da UE

Abandonar o bloco político e econômico será "devastador" para o financiamento de filmes e séries de TV, afirmou o diretor da Associação Independente de Filme e Televisão

13:00 | 24/06/2016
NULL
NULL

A série Game of Thrones é umas produções que poderá perder recursos do Fundo de Desenvolvimento Regional Europeu, com a saída do Reino Unido da União Europeia. Os britânicos votam a continuidade no bloco nesta quinta-feira, 24, em um referendo.

O Fundo de Desenvolvimento Regional Europeu foi criado para "fortalecer coesão econômica e social na União Europeia ao corrigir desequilíbrios entre suas regiões". Com a vitória da chamada "Brexit", Game of Thrones deve perder os incentivos recebidos com a filmagem de cenas na Irlanda do Norte.

Segundo Michael Ryan, diretor da Associação Independente de Filme e Televisão (a IFTA) britânica, abandonar o bloco político e econômico será "devastador" para o financiamento de filmes e séries de TV.

"Hoje, não sabemos mais como nossas relações com coprodutores e financiadores irão funcionar, nem se haverá a cobrança de taxas para nossas atividades no resto da Europa, ou se o financiamento de produções irá crescer sem o aporte de outras agências europeias de fomento", escreveu ele à revista "Variety".

Além de prejudicar financeiramente as produções, a divisão ainda poderá dificultar a facilidade de locações em outros países. Além da Irlanda do Norte, Game Of Thrones tem cenas filmadas na Espanha, Croácia, Malta e na Islândia (que não integra o bloco).

Daniel Portman, que faz o papel de Podrick Payne, e Kate Dickie, que interpreta Lysa Arryn, já se manifestaram contra a Brexit.

"Muitos de nós trabalhamos em projetos que nunca teriam acontecido sem financiamento da UE ou colaboração através de fronteiras. A Grã-Bretanha não é apenas mais forte na UE, ela é também mais imaginativa e criativa", diz uma carta assinada por atores como Jude Law e Keira Knightley.

A Entertainment Weekly apontou que o orçamento da série, por episódio da 6ª temporada, gira em torno de US$ 10 milhões. Com as três primeiras temporadas,  a Irlanda do Norte ganhou com o desenvolvimento de sua indústria criativa, que teve impacto de £ 65 milhões. 

Redação O POVO Online
TAGS