PUBLICIDADE
Notícias

Presidente eleito nas Filipinas visitará Papa para pedir desculpas

A Igreja católica filipina condenou as ofensas, do mesmo modo que outros comentários polêmicos de Duterte

01:51 | 12/05/2016
NULL
NULL

O presidente eleito das Filipinas, Rodrigo Duterte, viajará ao Vaticano para pedir desculpas ao Papa pessoalmente, após chamar Francisco de filho da puta, informou seu porta-voz nesta quinta-feira.


"O prefeito (Duterte) disse, em várias ocasiões, que gostaria de visitar o Vaticano, independentemente do resultado das eleições, não apenas para honrar o Papa, mas também para dar explicações e pedir o seu perdão", disse o porta-voz Peter Lavina.

 

Prefeito da cidade de Davao (sul), Duterte venceu as eleições presidenciais de segunda-feira após uma campanha marcada por polêmicas e por comentários grosseiros, centrada principalmente no tema da segurança.


Ao lançar sua campanha em novembro, Duterte se referiu ao Papa como "filho da p***" por ter provocado engarrafamentos no trânsito durante sua visita ao arquipélago, onde 80% da população se identifica como católica.


A Igreja católica filipina condenou as declarações, do mesmo modo que outros comentários polêmicos, que de fato não conseguiram minar a popularidade de Duterte.


Durante a campanha, Duterte chamou de filho da p**** vários de seus adversários, inclusive o presidente Benigno Aquino. Também gerou polêmica quando brincou que gostaria de ter sido o primeiro do grupo que violou uma missionária australiana em 1989, que morreu durante uma revolta carcerária.

AFP
TAGS