PUBLICIDADE
Notícias

Papa abre porta para examinar possibilidade de que mulheres atuem como diáconos

Na Igreja Católica, os diáconos podem fazer o sermão na missa, celebrar batismos, casamentos e funerais.

11:32 | 12/05/2016
NULL
NULL
O papa Francisco anunciou nesta quinta-feira, 12, que criará uma comissão para estudar a possibilidade de autorizar a atuação de mulheres como diáconos e na administração de alguns sacramentos, como o batismo e matrimônios.

O anúncio do papa foi feito em um encontro na Sala Paulo VI do Vaticano diante de 900 líderes de congregações religiosas femininas de todo o mundo.

Dirigindo-se a centenas de religiosas, o Papa respondeu afirmativamente a uma delas que lhe perguntou se já não era tempo de criar uma comissão para estudar a questão, segundo fontes vaticanas.

Questionado pela AFP, o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, não quis confirmar esta informação, à espera de detalhes sobre as declarações do Papa.

"Eu acho que sim, que seria bom para a Igreja esclarecer este ponto. Concordo. Vou falar para fazer algo nesse sentido", disse Jorge Bergoglio, em comentários divulgados pelas agências italianas.

[SAIBAMAIS 2] Na Igreja Católica, os diáconos podem fazer o sermão na missa, celebrar batismos, casamentos e funerais. No entanto, apenas os sacerdotes podem celebrar a Eucaristia ou confessar fiéis.

Há muito tempo, o diaconato é uma etapa para o sacerdócio, mas o Concílio Vaticano II restaurou o diaconato permanente, acessível a homens casados, que muitas vezes compensam a falta de sacerdotes ou ajudam quando eles estão sobrecarregados.

O papa Francisco defendeu em várias ocasiões o seu desejo de resolver a grande desigualdade existente entre homens e mulheres na Igreja. Ele também reiterou recentemente que não era possível que as mulheres se tornassem padres, dizendo que seus antecessores, especialmente João Paulo II, já haviam discutido exaustivamente esta proposta.

AFP
TAGS