PUBLICIDADE
Notícias

EUA confiam na 'solidez' de instituições do Brasil para enfrentar crise

Por 55 votos a favor e 22 contra o impeachment, o Senado Federal afastou a presidente Dilma Rousseff por 180 dias

17:32 | 12/05/2016

A Casa Branca expressou nesta quinta-feira, 12, a confiança em que as instituições democráticas do Brasil são suficientemente "sólidas" para enfrentar a crise, depois do afastamento da presidente Dilma Rousseff do cargo para enfrentar um julgamento de impedimento.

[SAIBAMAIS3]"Pretendemos respeitar as instituições, tradições e procedimentos do governo", disse o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest. Ele afirmou que as instituições brasileiras são "suficientemente maduras e sólidas para resistir à crise política".

Nesta quinta, a presidente Dilma foi afastada temporariamente do poder, que é ocupado interinamente por seu vice, Michel Temer, depois que o Senado decidiu, por ampla maioria, suspendê-la por um prazo de até seis meses durante os quais tramitará o julgamento da chefe de Estado por suposto crime de responsabilidade.

Por 55 votos a favor e 22 contra o impeachment, na prática a votação pôs um fim a 13 anos de governo do PT no Brasil, em meio a uma profunda crise econômica e ao escândalo de corrupção na Petrobras. Temer, que se voltou contra Dilma para apoiar seu impedimento, agiu rapidamente e escolheu um gabinete composto por nomes simpáticos ao setor econômico.

AFP

TAGS