PUBLICIDADE
Notícias

Crianças LGBT são alvos de declarações de ódio em escolas japonesas

As minorias sexuais são alvos constantes de declarações de ódio nas escolas japonesas, às vezes por parte dos próprios professores, denunciou nesta sexta-feira a organização Human Rights Watch (HRW) em um relatório

14:26 | 06/05/2016
NULL
NULL
A Human Rights Watch denunciou nesta sexta-feira, 6, que minorias sexuais são alvos constantes de declarações de ódio em escolas japonesas. Segundo a organização de defesa dos direitos humanos, muitas vezes as agressões partem dos professores.
 
O estudo foi baseado em entrevistas com dezenas de alunos vítimas do discurso contra lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros. Quase todos os entrevistados relataram ter ouvido comentários anti-LGBT que classificavam as minorias como 'asquerosas', 'homo' e outros termos humilhantes.
 
[SAIBAMAIS2]Para Kyle Knight, um dos autores do documento, é crucial trabalhar com os docentes e incluir informações sobre as minorias nos programas escolares. A ONG destaca que a discriminação não é exclusiva do Japão.
 
Mas o arquipélago está em bem atrás no ranking de direitos dos homossexuais em comparação com os Estados Unidos ou outros países ocidentais. 
 
[VIDEO1] 
AFP
TAGS