PUBLICIDADE
Notícias

Iraque vai investigar denúncias de corrupção envolvendo autoridades do petróleo

13:10 | 02/04/2016
O primeiro-ministro do Iraque ordenou, neste sábado, uma investigação sobre alegações de corrupção contra altos funcionários do setor de petróleo, na sequência de denúncias sobre suborno em contratos petroleiros, publicados na mídia internacional.

Em um comunicado, Haider al-Abadi ordenou "medidas imediatas" tanto para a comissão anticorrupção, como para o sistema judiciário, depois de relatórios publicados pelo "Huffington Post" e "Media Fairfax", da Austrália, sobre esquemas de propina envolvendo a companhia de serviços energéticos Unaoil, em larga escala.

Os relatórios citam os nomes de quatro altos funcionários iraquianos que teriam recebido os subornos da Unaoil entre 2004 e 2012. Eles incluem o ex-ministro do Petróleo Abdul-Karim Elaibi e o ministro do Ensino Superior, Hussain al-Shahristani, que anteriormente também serviu como ministro do Petróleo e vice-premiê em carga de energia.

As publicações disseram que se basearam em informações recolhidas de centenas de milhares de e-mails internos datados entre 2002 e 2012 para uma investigação que levou seis meses.

O relatório disse que Unaoil pagava pelo menos US$ 25 milhões em subornos por meio de intermediários para assegurar o apoio das poderosas autoridades iraquianas. O relatório também acusa a empresa de subornar altos funcionários que trabalhavam para empresas internacionais de petróleo no Iraque.

Hussain al-Shahristani negou que tenha estado envolvido em qualquer irregularidade, pedindo que as duas publicações entreguem todos os documentos em suas posses ao governo iraquiano para a investigação.

"Eu não conheci e nem me comuniquei direta ou indiretamente ou de qualquer outra forma, com qualquer uma das pessoas mencionadas no período entre 2010 e 2012, ou antes ou depois destas datas" disse al-Shahristani, a repórteres em Bagdá.

A receita mensal do Iraque com as exportações de petróleo cresceu 32% para US$ 2,9 bilhões em março, apesar da queda global dos preços, que tem pressionado a economia local. No mês anterior, a receita total foi de US$ 2,2 bilhões. Fonte: Associated Press.

TAGS