PUBLICIDADE
Notícias

Governo da Noruega apela de decisão que beneficiou autor de massacre

11:50 | 26/04/2016
O ministro da Justiça da Noruega, Anders Anundsen, afirmou nesta terça-feira que o governo do país está apelando de uma decisão de um tribunal de Oslo, segundo a qual autoridades norueguesas violaram os direitos humanos de Anders Behring Breivik.

Anundsen afirmou que o governo "discorda" da decisão de 20 de abril segundo a qual o isolamento de Breivik, que foi condenado à prisão pela morte de 77 pessoas em um massacre em 2011, desrespeita a Convenção Europeia sobre Direitos Humanos.

O ministro disse que mais detalhes sobre a posição do governo serão revelados nos próximos dias. No mês passado, Breivik, de 37 anos, entrou com um processo contra o governo, argumentando que o fato de que ele era mantido na solitária, alvo de frequentes revistas e frequentemente algemado era uma violação a seus direitos humanos. Ele era mantido em confinamento sozinho em um complexo de três celas, onde podia jogar videogame, assistir televisão e se exercitar.

Um tribunal do país decidiu, na semana passada, que os direitos humanos de Breivik foram violados. De acordo com a corte, o governo norueguês deveria pagar os custos legais do extremista, de 331 mil coroas norueguesas (US$ 41 mil). Fonte: Associated Press.

TAGS