PUBLICIDADE
Notícias

Ministro da Rússia diz que Irã deve ser excluído do congelamento da produção

11:55 | 14/03/2016
O Ministro do Petróleo da Rússia, Alexander Novak, afirmou que o Irã deveria ser excluído dos planos dos maiores produtores de congelar a produção. Com isso, Novak contradiz a posição dos países do Golfo Pérsico, que querem a inclusão de Teerã.

Em declarações após uma reunião com o ministro do Petróleo do Irã, Bijan Zanganeh, Novak disse que "os maiores produtores devem fazer uma coordenação entre eles", de acordo com a agência de notícias iraniana Shana.

"No entanto, como a produção do Irã diminuiu durante as sanções [impostas por países do Ocidente], entendemos totalmente a posição do Irã de querer aumentar a produção e retomar sua participação nos mercados globais", acrescentou.

Rússia e Arábia Saudita - os dois maiores exportadores de petróleo do mundo - estão tentando um acordo com 15 países para limitar a produção e impedir mais quedas nos preços da commodity. No entanto, os sauditas deixaram claro que o Irã precisa fazer parte do esforço, enquanto o Irã diz que pretende aumentar a produção em 1 milhão de barris por dia antes de considerar qualquer limite. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS