PUBLICIDADE
Notícias

Ex-refugiada é eleita melhor professora do mundo

17:52 | 14/03/2016
Palestina Hanan al-Hroub, que dá aulas para crianças com histórico de traumas, recebe "Nobel da Educação". Ela diz que vai usar parte do prêmio de 1 milhão de dólares para ajudar outros educadores na Cisjordânia. A professora palestina Hanan al-Hroub foi a vencedora do prêmio Global Teacher, considerado o "Nobel da Educação". A ex-refugiada, que passou a infância num campo palestino próximo a Belém, dá aulas a refugiados no Colégio Samiha Khalil, na localidade de Al-Bireh, na Cisjordânia. Ela tem um método educacional inovador para lidar com traumas e comportamentos violentos. O prêmio entregue neste domingo (13/03) nos Emirados Árabes Unidos foi de 1 milhão de dólares. O anúncio foi feito pelo papa Francisco numa mensagem de vídeo. "Você aprende como ser sociável por meio dos jogos, assim como aprende a alegria de viver", disse o pontífice. Hroub usa jogos e brincadeiras para encorajar crianças que passaram por experiências traumáticas a trabalhar em grupo e ter uma atitude positiva diante da vida. "Podemos ensinar as crianças a ser eficientes e inventivas por meio de vários contextos que incluem diversão, desenho e movimento", disse após receber o prêmio. Hroub ficou na frente de candidatos de Japão, Canadá, Quênia, Estados Unidos e Reino Unido. A palestina detalha sua metodologia de ensino no livro We play and learn (Nós brincamos e aprendemos, em tradução livre). Ela disse que vai usar parte do dinheiro para promover métodos educacionais e oferecer suporte a professores em territórios palestinos. O prêmio Global Teachers é promovido desde 2013 pela Fundação Varkey. KG/rtr/afp
TAGS