PUBLICIDADE
Notícias

Coreia do Norte lança novos mísseis e promete destruir fábrica conjunta

11:50 | 11/03/2016
A Coreia do Norte respondeu às novas sanções da Coreia do Sul com o lançamento de novos mísseis balísticos de curto alcance, além de prometer "liquidar" com os ativos sul-coreanos ainda instalados no complexo industrial que os dois países mantém na fronteira.

As declarações norte-coreanas sublinham o aumento das tensões entre os dois países desde janeiro, quando Pyongyang anunciou ter detonado uma bomba de hidrogênio. Desde então, o regime do norte vem realizando testes com mísseis, enquanto o sul decidiu fechar a fábrica conjunta, aprovar novas sanções e iniciar exercícios militares com os Estados Unidos. A Coreia do Norte, por sua vez, retrucou ameaçando fazer uma ataque nuclear à Coreia do Sul e aos Estados Unidos.

Ontem, o Comitê Para uma Reunificação Pacífica da Coreia do Norte afirmou que o país irá "liquidar" ativos sul-coreanos que ainda se encontram no complexo industrial de Kaesong, que os dois países dividem. O mesmo aconteceria com o Diamond Mountain resort, que se encontra na Região Desmilitarizada (DMZ).

Em um comunicado, o governo sul-coreano afirmou que as declarações de Pyongyang são "um ato de provocação" e alertaram o regime do norte contra a danificação de ativos de suas empresas.

Analistas dizem que a ditadura do norte pode mover o maquinário que se encontra em Kaesong e convertê-lo para uso militar. De acordo com o Ministério de Unificação de Seul, os ativos fabris e no resort valem, ao todo, 1,4 trilhão de wons (US$ 1,2 bilhão). Fonte: Associated Press.

TAGS