PUBLICIDADE
Notícias

Australiana de 16 anos suspeita de financiar o Estado Islâmico

Os suspeitos foram detidos em Guildford, nas proximidades de Sydney

07:06 | 22/03/2016
Uma australiana de 16 aos e um homem de 20 anos foram detidos nesta terça-feira perto de Sydney e serão indiciados por financiar o grupo jihadista Estado Islâmico (EI), anunciou a polícia.

"Vamos alegar que estavam envolvidos em obter dinheiro para enviar ao exterior e ajudar o Estado Islâmico em suas atividades", afirmou Catherine Burn, chefe de polícia adjunta do estado de New South Wales.

Os suspeitos foram detidos em Guildford, nas proximidades de Sydney. A jovem de 16 anos não era alguém que conhecíamos, mas é muito preocupante a tendência que estamos vendo de adolescentes envolvidos em atividades nas quais não deveriam estar envolvidos", disse Burns.

De acordo com a imprensa local, o homem de 20 anos se chama Milad Atai. Ele está detido e deve comparecer a um tribunal de Sydney na quarta-feira.
O governo de Canberra está preocupado com vários casos de extremistas australianos. Nos últimos meses, as autoridades realizaram operações em várias cidades e leis mais rígidas foram aprovadas.

Em outubro do ano passado, um funcionário da polícia foi morto a tiros por um adolescente de 15 anos diante de uma delegacia da zona oeste de Sydney.
O atirador foi morto em seguida.
Em dezembro, cinco pessoas, incluindo um adolescente de 15 anos, foram indiciadas por planejar um atentado contra um prédio do governo.


AFP
TAGS