PUBLICIDADE
Notícias

União Europeia aprova Orçamento anti-austeridade de Portugal

17:40 | 05/02/2016
A Comissão Europeia aprovou nesta sexta-feira o chamado plano anti-austeridade de Portugal, não sem antes exigir cortes adicionais equivalentes a US$ 1 bilhão.

Apesar da aprovação condicional, o comissário Pierre Moscovici afirmou que o plano do governo português "corre risco de desrespeitar" as regras da UE de manter déficits pequenos. Para Moscovici, a sua implementação deve ser estritamente monitorada.

Governos de esquerda, particularmente na Grécia, Espanha, Itália e França, há muito reclamam da austeridade imposta pelo braço executivo da União Europeia, que os impede de implementar políticas para impulsionar a economia.

A questão voltou à tona em Portugal, que recentemente elegeu um novo governo socialista. Este apresentou o plano anti-austeridade no mês passado. Negociações intensas nos últimos dias conseguiram evitar um impasse sobre o Orçamento.

"Um diálogo construtivo nos presenteou com cortes equivalentes a 845 milhões de euros, que ajudarão a assegurar a estabilidade e das finanças públicas portuguesas", disse Moscovici.

Em Berlim, a chanceler alemã Angela Merkel elogiou o desempenho português nos últimos anos. "Falamos sobre a necessidade de fazer de tudo para continuar nessa estrada de sucesso que nos leva a finanças sólidas e, obviamente, a mais empregos, mais investimentos e mais prosperidade", disse Merkel, após se encontrar com o primeiro-ministro português, Antonio Costa. Fonte: Associated Press.

TAGS