PUBLICIDADE
Notícias

Pyongyang usou verba de fábricas conjuntas para programa de armas, diz Seul

09:40 | 14/02/2016
A Coreia do Norte utilizou 70% do dinheiro que recebeu pelos trabalhadores do agora fechado complexo industrial de Kaesong para seu programa de armas, afirmou o governo da Coreia do Sul neste domingo.

As fábricas, que são um projeto de cooperação entre as duas nações, empregavam cerca de 54 mil norte-coreanos até a semana passada, quando Seul fechou o complexo em retaliação ao último teste de lançamento de mísseis de Pyongyang.

Em um comunicado divulgado hoje, o Ministério de Unificação da Coreia do Sul disse que cerca de 70% dos 616 bilhões de wons (US$ 560 milhões) pagos desde que o complexo foi estabelecido, em 2004, foram usados em seu programa nuclear e de mísseis. Mercadorias de luxo também foram compradas com o mesmo dinheiro, disse o governo sul-coreano.

Pyongyang conseguiu desviar o dinheiro porque o pagamento era feito de forma indireta. O salário dos trabalhadores era pago em dólares ao governo norte-coreano que, por sua vez, repassava o quanto queria aos operários em moeda norte-coreana e também em vale-compras, disse o comunicado.

A última vez que o parque foi fechado aconteceu em 2013, quando a Coreia do Norte impediu seus trabalhadores de chegar ao complexo em meio a tensões sobre o terceiro teste nuclear norte-coreano. O local foi reaberto após cinco meses. Fonte: Associated Press.

TAGS