PUBLICIDADE
Notícias

Fifa adverte e multa Beckenbauer por dificultar investigação

17:07 | 17/02/2016
Ex-jogador alemão é acusado de não colaborar com as investigações sobre a escolha das sedes das Copas de 2018 e 2022 e é multado em 7 mil francos suíços pelo Comitê de Ética. O Comitê de Ética da Fifa advertiu e multou em 7 mil francos suíços nesta quarta-feira (17/02) o ex-jogador Franz Beckenbauer, que é acusado de obstruir investigações. "No presente caso, Beckenbauer fracassou em cooperar com a investigação do Comitê de Ética referente à escolha das sedes das Copas de 2018 e 2022, apesar dos recorrentes pedidos de ajuda", afirmou o organismo em comunicado. A Fifa investiga a escolha das sedes das Copas de ambos os anos, em meio a um dos maiores escândalos de corrupção da história da federação e que levou à prisão de vários cartolas a pedido dos Estados Unidos, entre eles o ex-presidente da CBF José Maria Marin. A atual investigação não é referente à nomeação da Alemanha como sede da Copa de 2006, ressaltou a entidade. Há suspeitas de que essa escolha também tenha sido comprada. A Federação Alemã de Futebol (DFB) abriu no início de fevereiro um processo contra o comitê organizador da Copa do Mundo de 2006, o que inclui Beckenbauer e o ex-presidente da DFB Theo Zwanziger, devido a um pagamento de 6,7 milhões de euros. Há suspeitas de que o dinheiro teria sido usado para comprar votos e garantir o direito de sediar o evento. Beckenbauer nega irregularidades. Essa é a segunda vez que o Comitê de Ética impõe punições ao ex-jogador alemão. Em 2014, após se negar a colaborar com investigações, ele foi suspenso do esporte por 90 dias, ficando impedido de ir aos jogos da Copa no Brasil. A suspensão foi retirada 14 dias após seu início, pois Beckenbauer aceitou responder às perguntas. O ex-jogador era membro do comitê executivo da Fifa em 2010, quando Rússia e Catar foram escolhidas para sediar as Copas. CN/rtr/ap
TAGS