PUBLICIDADE
Notícias

Em debate, republicanos dizem que Obama não deve nomear sucessor de Scalia

08:00 | 14/02/2016
A recente morte do juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos, Antonin Scalia, foi um dos principais temas do debate do Partido Republicano na noite de ontem (horário local). A uma semana das primárias do Estado da Carolina do Sul, os seis pré-candidatos que restaram na corrida presidencial disseram que o presidente Barack Obama não deveria apontar o sucessor para a cadeira de Scalia, um notável defensor das causas conservadoras.

Apenas Jeb Bush afirmou que Obama tem "todo o direito" de fazer outra nomeação. O ex-governador da Flórida disse, no entanto, que o presidente deveria escolher um nome "de consenso" que agradaria a ambos os partidos no Senado.

Os outros cinco pré-candidatos, no entanto, disseram que os republicanos deveriam se esforçar ao máximo para bloquear qualquer indicação de Obama, que já colocou outros dois magistrados na Suprema Corte norte-americana.

"Mitch McConnell e todos os outros devem bloqueá-la", disse o empresário Donald Trump, que lidera a corrida republicana. "O que precisam fazer é adiar, adiar, adiar".

Para Ted Cruz, o principal adversário de Trump até o momento, ao permitir que Obama nomeie outro juiz, os republicanos cederiam o controle da Suprema Corte por toda uma geração.

Outro embate que dominou o evento de ontem aconteceu entre Trump e Bush. O bilionário teceu críticas ao ex-presidente George W. Bush sobre a guerra do Iraque, um ataque indireto a Jeb, dizendo que ele teria mentido para a população.

"Certamente, a guerra do Iraque foi um enorme erro", disse Trump.

Bush rebateu as críticas, afirmando que Trump tem predileção particular em atacá-lo. "Enquanto ele estava participando de um reality show, meu irmão estava montando um aparato de segurança para o país", disse. Fonte: Associated Press.

TAGS