PUBLICIDADE
Notícias

Aliança de oposição do Haiti se recusa a se reunir com missão da OEA

00:20 | 02/02/2016
Uma aliança da oposição haitiana está se recusando a se reunir com uma missão regional que viajou para o país em crise para ajudar a facilitar a situação política que adiou as eleições de forma indefinida.

Samuel Madistin, porta-voz do "Grupo dos Oito", que inclui o candidato presidencial Jude Celestin, disse nesta segunda-feira que a missão da Organização dos Estados Americanos (OEA) "não é bem-vinda" e "é incapaz de desempenhar qualquer papel como mediadora".

"A OEA não ajudou o Haiti a sair da crise. Eles criaram mais crise", disse Madistin, que apontou o papel da organização nas eleições de 2010, quando Celestin foi eliminado de um segundo turno após sua colocação ter sido contestada por observadores internacionais que se queixaram de irregularidades. Fonte: Associated Press.

TAGS