PUBLICIDADE
Notícias

Suicida entrou na Turquia sem gerar alerta nas forças de segurança

10:15 | 13/01/2016
O suicida do Estado Islâmico que matou 10 turistas estrangeiros no coração de Istambul entrou no país na semana passada, registrando-se como um refugiado sírio e sem chamar a atenção das forças de segurança, disseram autoridades turcas nesta quarta-feira.

A Turquia identificou Nabil Fadli, cidadão sírio nascido na Arábia Saudita em 1988, como o autor do ataque. Ele havia sido registrado na Turquia na semana passada como refugiado sírio. Investigadores disseram que coincidiam as digitais de Fadli com aquelas encontradas no local da explosão na terça-feira. Os dez mortos eram turistas alemães, que estavam juntos para visitar a famosa Mesquita Azul de Istambul.

Em entrevista coletiva conjunta ao lado do ministro do Interior da Alemanha, o ministro do Interior turco, Efkan Ala, disse que o extremista entrou na Turquia após se registrar na semana passada. Funcionários turcos disseram ao Wall Street Journal que Fadli entrou no país em 5 de janeiro, sem gerar nenhum alerta.

Pelo menos outras 11 pessoas estavam feridas após o ataque, sendo nove alemães, um peruano e um norueguês, disse Ala.

O ataque foi o primeiro do Estado Islâmico que teve como alvo o setor de turismo na Turquia. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS