PUBLICIDADE
Notícias

Setor agrícola e ferry boats param na Grécia contra reforma na previdência

10:45 | 20/01/2016
Tripulações do sistema de ferry boat da Grécia começaram uma greve de dois dias nesta quarta-feira, enquanto centenas de agricultores se preparam para bloquear estradas para protestar contra o projeto impopular de reforma na previdência proposto pelo Executivo grego, que visa uma série de corte nos rendimentos.

Sindicatos que representam praticamente todos os setores de atividade econômica - incluindo setores público e privado, advogados, médicos, fazendeiros e marinheiros - se opõem fortemente às reformas. Eles dizem que os cortes exigidos pelos credores de resgate do país, combinados com mais aumentos de impostos, vai erradicar até 85% do rendimento anual para alguns grupos profissionais, especialmente os agricultores.

Centenas de agricultores dirigiram seus tratores em direção às principais rodovias do país. Na cidade de Komotini, ao norte do país, a polícia disparou gás lacrimogêneo contra os agricultores que tentaram romper um cordão de isolamento para tentarem se encontrar com o ministro de Agricultura do país.

Em seu projeto de reforma, o governo propõe um aumento de 0,5% da contribuição à previdência suplementar para os trabalhadores e de 1% para os patrões.

Além disso, a proposta que o governo grego enviou aos credores conta ainda com a elevação da idade de aposentadoria para os 67 anos, prevê manter até 2018 a pensão dos que já estão aposentados, mas inclui reduções de entre 15% e 30% para os que se aposentarem a partir deste ano. Fonte: Associated Press.

TAGS