PUBLICIDADE
Notícias

Presidente da China espera iniciar novo capítulo com o Irã

15:35 | 23/01/2016
O presidente chinês, Xi Jinping, disse neste sábado que espera iniciar um "novo capítulo" nas relações com o Irã, após a retirada das sanções internacionais. A declaração foi dada enquanto ele fazia a primeira visita de um líder chinês à República Islâmica em 14 anos.

"A China está pronta para elevar o nível das relações bilaterais e da cooperação, para que um novo capítulo comece", disse Xi, após reunião com o presidente iraniano, Hassan Rohani, de acordo com a TV estatal iraniana.

O comércio entre os dois países foi de cerca de US$ 52 bilhões em 2014, mas esse número caiu no ano passado devido à queda dos preços do petróleo. A China é o maior parceiro comercial do Irã e continuou a comprar petróleo do país mesmo depois de as sanções terem sido reforçadas, em 2012, apesar da pressão dos Estados Unidos.

"A China sempre ficou ao lado da nação iraniana durante os dias difíceis", disse Rouhani, em comentários postados em seu site oficial.

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, que tem a palavra final sobre todos os assuntos de Estado, disse a Jinping neste sábado que o Irã vai continuar a sua política de reforçar os laços com o "Oriente". Ele elogiou a postura "independente" da China em questões globais.

"Os ocidentais nunca obtiveram a confiança da nação iraniana", disse ele. "O governo e o povo do Irã sempre procuraram ampliar as relações com os países independentes e confiáveis, como a China."

Khamenei disse que o Irã não vai esquecer o apoio da China na época das sanções.

Autoridades dos dois países assinaram 17 documentos e cartas de intenção para ampliar a cooperação bilateral na indústria, transporte, ferrovias, portos, novas tecnologias, turismo, meio ambiente e energia.

A China é uma das seis potências mundiais - juntamente com os EUA, Alemanha, França, Grã-Bretanha e Rússia - que chegou a um acordo com o Irã para retirar as sanções internacionais, em troca de uma redução do programa nuclear do país.

TAGS