PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Médicos entram em greve no Reino Unido contra mudanças nos salários e trabalho

12:25 | 12/01/2016
Cerca de 50 mil médicos - residentes e os que têm entre um e 10 anos de experiência - entraram em uma greve de 24 horas no Reino Unido nesta terça-feira para protestar contra os planos do governo de mudar as agendas de pagamentos dos salários e de trabalho. Esta é a primeira greve deste tipo em 40 anos.

A greve forçou a paralisação de cerca de 4 mil operações e procedimentos ambulatoriais. O governo diz que o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido precisa de mais flexibilidade para fornecer serviços nos finais de semana.

O primeiro-ministro, David Cameron, pediu na segunda-feira para que os médicos cancelassem a greve, mas nesta terça-feira nenhuma autoridade tinha comentado os protestos até o momento.

O serviço de saúde é considerado uma instituição preciosa no Reino Unido e tem o apoio público generalizado apesar de seus muitos problemas. O governo britânico tem insistido que o serviço de saúde tem sido inteligente nos cortes, que atingem também outros órgãos do governo como parte dos planos de austeridade para controlar o orçamento que foi atingido duramente pela crise financeira de 2008.

No entanto, com o aumento dos custos médicos, o governo insiste que mudanças são necessárias, principalmente no preenchimento de vagas nos fins de semana. Fonte: Associated Press.

TAGS