PUBLICIDADE
Notícias

Estado Islâmico reconhece morte de "Jihadi John" em revista

23:00 | 19/01/2016
O grupo Estado Islâmico reconheceu a morte do militante mascarado conhecido como "Jihadi John", que apareceu em vários vídeos descrevendo as decapitações de reféns ocidentais, disse o SITE Intelligence Group, nesta terça-feira.

O SITE, que monitora atividades terroristas, reportou que o EI publicou um perfil elogioso de Jihadi John em sua revista, Dabiq. Jihadi John foi identificado pelos militares dos EUA como Mohammed Emwazi, um cidadão britânico nascido no Kuwait.

"Sua firmeza para com os descrentes foi manifestada através de atos que irritaram todas as nações, religiões, e facções de kufr, o mundo inteiro testemunhou isso", dizia o artigo, de acordo com uma informação fornecida pelo SITE.

O coronel Steve Warren, porta-voz do exército dos EUA, disse em novembro que os militares estavam "razoavelmente certos" de que um drone matou Emwazi na Síria.

Separadamente, um oficial norte-americano afirmou que três drones - dois americanos e um britânico - atacaram um veículo que transportava Emwazi em Raqqa, a capital do Estado Islâmico, e destruíram o alvo. Fonte: Associated Press.

TAGS