PUBLICIDADE
Notícias

Austrália rejeita pedido dos EUA por mais tropas para enfrentar Estado Islâmico

14:25 | 13/01/2016
A Austrália rejeitou o pedido dos Estados Unidos para contribuir com mais forças militares na luta contra o Estado Islâmico, dias antes do primeiro-ministro Malcolm Turnbull visitar Washington para conversas com o presidente Barack Obama.

Após os ataques terroristas de Paris, o secretário de Defesa dos EUA, Ash Carter, pediu que os aliados mais próximos dos EUA reforcem suas contribuições militares, dizendo que os norte-americanos desejam "intensificar e acelerar" a derrota do Estado Islâmico na Síria e no Iraque.

A secretária de Defesa australiana, Marise Payne, descartou nesta quarta-feira um aumento substancial nos recursos investidos no país para essa tarefa. A Austrália é um dos países que mais contribuem com a campanha liderada pelos EUA até agora, com o envio de aviões de combate para ajudar nos ataques na Síria e no Iraque, bem como com forças especiais de treinamento para militares iraquianos.

A decisão foi anunciada dias antes de Turnbull se encontrar com Obama para conversas sobre terrorismo e segurança global, bem como sobre comércio e investimento. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS