PUBLICIDADE
Notícias

Suspeitos de fornecer armas a ataque em supermercado em Paris são detidos

12:35 | 15/12/2015
Duas pessoas foram presas suspeitas de ajudar a fornecer armas para o homem que atacou o

supermercado judeu Hyper Cacher em janeiro em Paris, informou nesta terça-feira o Ministério Público.

Um homem e uma mulher foram detidos no norte da França, quase um ano após os ataques contra o jornal Charlie Hebdo e o supermercado judeu ter deixado 17 pessoas mortas, disse a promotoria.

O terrorista Amedy Coulibaly matou quatro pessoas dentro do supermercado e separadamente uma policial, antes de morrer em um tiroteio com a polícia.

O Ministério Público confirmou que um dos presos é Claude Hermant, um mercenário reconhecido, enquanto a mulher é sua parceira. Fonte: Associated Press.

TAGS