PUBLICIDADE
Notícias

Cerca de 400 migrantes são resgatados após tragédia no Mediterrâneo

18:12 | 05/08/2015
Embarcação lotada de refugiados vira próximo à costa da Líbia. Centenas de pessoas continuam desaparecidas. Pelo menos 25 migrantes morreram no acidente. Cerca de 400 migrantes foram resgatados nesta quarta-feira (05/08) após o barco no qual eles tentavam atravessar o Mar de Mediterrâneo virar próximo à costa da Líbia. Centenas de refugiados continuam desaparecidos. Segundo relatos de sobreviventes, a embarcação levava mais de 600 pessoas a bordo. De acordo com a Guarda Costeira italiana, pelo menos 25 pessoas morreram na tragédia. Sete navios e dois helicópteros estão trabalhando no resgate. Devido à temperatura elevada da água, as equipes têm esperança de localizar mais sobreviventes. O porta-voz da agência da ONU para refugiados (Acnur) Federico Fossi afirmou que a embarcação de metal virou e afundou rapidamente. O barco superlotado emitiu um sinal de emergência a 110 quilômetros a noroeste de Trípoli, capital da Líbia, o qual foi captado pela guarda costeira na Sicília. A embarcação naval irlandesa Le Niamh foi uma das convocadas pelas autoridades italianas para se dirigir ao local. O barco de 20 metros de comprimento naufragou quando os passageiros se deslocaram todos para um lado para serem socorridos, contou a guarda costeira. Mais de 2 mil migrantes morreram somente neste ano durante a perigosa trajetória da África à Europa pelo Mediterrâneo, disse a Organização Internacional de Migração (IOM, na sigla em inglês) nesta terça-feira. No ano passado inteiro, 3.279 pessoas morreram na jornada. CN/afp/rtr/lusa/ap
TAGS