PUBLICIDADE
Notícias

Presidente da Venezuela eleva salário mínimo do país em 30%

19:50 | 01/05/2015
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou hoje a elevação em 30% do salário mínimo, em meio às dificuldades econômicas enfrentadas pelo país. "Eu tenho de proteger o salário vital dos trabalhadores, como defendido pela Constituição", discursou Maduro a partidários de seu Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), que se concentraram no centro de Caracas para a manifestação do Dia dos Trabalhadores.

Ameaçado por uma inflação que segundo economistas pode chegar a três dígitos neste ano, e em meio a faltas frequentes de alimentos e itens básicos, como detergente, Maduro prometeu há mais de uma semana usar o Dia do Trabalho para anunciar uma "virada econômica". Hoje, porém, enfocou apenas a alta nos salários, que deve gerar mais inflação. A moeda local, o bolívar, perdeu 75% de seu valor no mercado paralelo ao longo do último ano.

Com o aumento, o salário mínimo subiu para 7.421 bolívares (US$ 37) ao mês. No mercado paralelo, o novo mínimo equivale a US$ 27.

Em mensagem no Twitter, o líder oposicionista Henrique Capriles notou que "os preços sobem 11% ao mês" e que uma alta de 30% não cobre isso em um ano. "A solução é acabar com a inflação, mas o que isso faz? Nada", afirmou.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que a economia venezuelana contraia 7% neste ano. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS