PUBLICIDADE
Notícias

Premiê da Itália obtém voto de confiança, em busca de reforma eleitoral

15:35 | 29/04/2015
O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, conseguiu hoje superar o primeiro de uma série de três votos de confiança no Parlamento, relativos a uma proposta de reforma da lei eleitoral que tem como objetivo produzir resultados mais claros e, consequentemente, governos mais estáveis no país.

O governo de Renzi conseguiu o voto de confiança na Câmara dos Deputados por 352 votos a 207. A lei, conhecida como "Italicum", enfrentará outros dois votos de confiança na Câmara dos Deputados na quinta-feira. A medida tem sido duramente contestada pela oposição de centro-direita e pela minoria à esquerda dentro do Partido Democrático, de Renzi.

O premiê colocou a reforma eleitoral no topo de sua agenda e tem repetido que estaria pronto para deixar o posto e forçar eleições antecipadas, caso a reforma seja rejeitada. Os votos de confiança - três votações separadas, sobre diferentes seções do projeto - devem ter sucesso em reduzir o debate e também o risco de haver deserções dentro do próprio partido do premiê.

Segundo Renzi, o projeto de lei busca melhorar a estabilidade do governo, ao produzir um vencedor claro e uma sólida maioria parlamentar pouco após as eleições. A proposta prevê que o partido que obtiver mais de 40% do voto popular garanta cadeiras extras no Parlamento.

A oposição e uma minoria do partido de Renzi qualificaram a lei como "não democrática", dizendo que ela dá poder demais ao partido vencedor. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS