PUBLICIDADE
Notícias

Ciberataque contra TV5Monde começou no fim de janeiro

Supostamente, organizado por membro do EI, o ciberataque foi iniciado no fim de janeiro com o envio de e-mails aos jornalistas da rede, indicaram nesta terça-feira, 14, à AFP fontes próximas ao caso.

10:43 | 14/04/2015
Na noite de 9 de abril, hackers que reivindicaram pertencimento ao grupo Estado Islâmico (EI) tomaram o controle do site e das contas do Facebook e do Twitter da TV5Monde, e publicaram mensagens de propaganda jihadista. Depois bloquearam todo o sistema informático da televisão, que se viu obrigada a interromper seus programas por várias horas.

Mas o ataque começou muito antes, através de um e-mail enviado no fim de janeiro a todos os jornalistas da rede com a técnica clássica de "phishing", explicaram as fontes.

Três deles responderam a estes e-mails, o que permitiu aos hackers penetrar no sistema da televisão com programas do tipo "cavalo de Troia".

Três semanas antes do ataque, em março, foi lançada a segunda fase do ataque, e um vírus contaminou vários computadores da TV5Monde, disse à AFP uma destas fontes.
 
Finalmente, em 9 de abriu ocorreu a ofensiva propriamente dita, com o ataque aos servidores. 

Durante várias horas os servidores foram atacados e posteriormente as redes sociais.
 
"Este ataque é ao mesmo tempo simples em sua implementação" com a técnica de phishing e "muito sofisticado em seu desenvolvimento, com um programa complicado", comentou outra fonte próxima ao caso. O que permitiu seu desencadeamento foi, "como sempre, uma falha humana no início", acrescentou.
 
Investigação
 
No estado atual das investigações, não é possível determinar a origem geográfica do ataque nem o número de hackers que o organizaram, segundo outra das fontes.

Para os investigadores será muito difícil chegar à fonte da ofensiva. Mas uma fonte que conhece bem o grupo EI considera que ele tem membros capazes de organizá-la.

Depois dos atentados lançados em janeiro em Paris, foram constatados dezenas de ciberataques contra sites franceses, em particular de instituições. No entanto, foram ofensivas de menor envergadura e de mais baixo nível técnico, em particular o envio em massa de e-mails para paralisar os sites.

O ataque contra a TV5Monde foi maciço e mobilizou competências técnicas excepcionais, indicou nesta terça-feira o ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve. 
 
AFP
TAGS