PUBLICIDADE
Notícias

Presidente de Israel diz que governo terá que servir todos cidadãos israelenses

09:50 | 22/03/2015
O presidente de Israel, Reuven Rivlin, disse neste domingo que o novo governo terá que servir a "todos os cidadãos de Israel" e chamou a o país a começar um "processo de cura", após uma campanha eleitoral turbulenta e que revelou as divisões internas.

Rivlin exerce um papel simbólico no país e tem se posicionado como um "unificador" desde que assumiu o cargo no ano passado. Um de seus poucos poderes reais está em escolher a pessoa com as melhores chances de montar o governo de coalizão após as eleições. Ao logo da campanha eleitoral, parecia que ele teria um papel crucial após as eleições, mas a vitória do partido Likud, do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, levantou discussões sobre suas considerações.

Neste domingo, Rivlin começou a se reunir com todos os partidos do parlamento para ouvir recomendações, antes de conversar oficialmente com Netanyahu.

"Nós passamos por um turbulento e passional período de eleições. Essa é a hora para começar um processo de reparação e cura da sociedade israelense", disse Rivlin.

Em uma última tentativa para estimular a ida de seus partidários às urnas na semana passada, Netanyahu advertiu que os cidadãos árabes estavam votando "em massa" e colocariam em risco anos de governo do partido Likud. Os comentários foram considerados racistas pelos árabes israelenses e houve uma repreensão oficial da Casa Branca.

O partido Likud, de Netanyahu, venceu as eleições parlamentares com 30 dos 120 assentos do Parlamento, contra 24 do principal adversário, o trabalhista União Sionista, liderado por Isaac Herzog. Fonte: Associated Press.

TAGS