PUBLICIDADE
Notícias

Zoológico lança concurso para escolher nome de irmão de Knut

15:31 | 11/02/2015
Irmão de Knut nasceu em dezembro e já dá seus primeiros passosNova atração de Rostock tem pouco mais de dois meses de vida e ainda não foi batizado. Zoológico lança concurso na internet e procura nomes fáceis de pronunciar e, de preferência, tão nórdicos como Knut. A nova sensação do zoológico de Rostock, na Alemanha, tem pouco mais de dois meses de vida, pesa cerca de oito quilos e vive com a sua mãe, Vilma. Seu sexo foi descoberto há apenas alguns dias. O pequeno urso polar parece um clone do Knut, e isso não é coincidência. Os dois são irmãos por parte de pai. O filhote nasceu em 3 de dezembro de 2014, pesando apenas 600 gramas. Ele era quase do tamanho de um porquinho-da-Índia. A alegria com o nascimento foi grande no zoológico de Rostock. Há dez anos não nascia um urso polar no local. O irmão caçula de Knut está crescendo saudável e já ganhou peso. Na maior parte do tempo, o filhote brinca com sua mãe, correndo em sua volta e subindo na ursa polar, que tem 12 anos. Só que o pequeno ainda não tem nome. Com a confirmação, em 6 de fevereiro, de que o filhote era macho, o diretor do zoológico Udo Nagel lançou um concurso para escolher o nome do irmão de Knut. Todos que se interessarem podem enviar sugestões que sejam fáceis de pronunciar. Nomes nórdicos, como Knut, são bem-vindos. As sufgestões podem ser enviadas até 10 de março para o e-mail presse@zoo-rostock.de. Depois da escolha do nome virá o batismo. A nova sensação do zoológico, no entanto, só poderá receber visitas a partir do final de março. Durante os três primeiros meses de vida a pequena família precisa de muita tranquilidade. Mãe e filhote estão isolados para evitar estresses desnecessários. Até lá, os passos do pequeno podem ser acompanhados no site do zoológico. Seu irmão famoso, o Knut, nasceu em dezembro de 2006 em Berlim. Ele se tornou uma estrela mundial, mas sua vida foi curta. Ele faleceu em 2011, em decorrência de uma encefalite. Autor: Iveta Ondruskova (cn) Edição: Alexandre Schossler
TAGS