PUBLICIDADE
Notícias

Estudante de 14 anos é morto durante protesto na Venezuela

Adolescente é baleado na cabeça durante confronto entre manifestantes e policiais na cidade de San Cristóbal. Policial da Guarda Nacional Bolivariana é principal suspeito e já teria confessado

20:51 | 24/02/2015
NULL
NULL
Um estudante de 14 anos morreu nesta terça-feira, 24, depois de ter sido baleado na cabeça durante uma manifestação na cidade venezuelana de San Cristóbal, no estado de Táchira, onde no ano passado se iniciaram os protestos contra o governo do país. A morte do estudante deve elevar a tensão na Venezuela, que enfrenta uma crise econômica e uma ofensiva do governo contra a oposição política.

Investigações preliminares sugerem que o estudante foi ferido durante um confronto entre a polícia e manifestantes, e morreu no caminho ao hospital, de acordo com o presidente da Comissão de Direitos Humanos de San Cristóbal, José Vicente Garcia.

Nas redes sociais transitam uma foto e um vídeo do estudante deitado em uma poça de sangue, com sua mochila pendurada no ombro, enquanto um homem tenta freneticamente estancar o sangramento.

[SAIBAMAIS 2]Enquanto autoridades locais alegaram que o jovem se encontrava no meio da manifestação, realizada perto das instalações da Universidade Católica de Táchira, a impressa local publicou que o estudante não estaria participando, mas, sim, nas imediações dos protestos.

A procuradoria-geral da Venezuela disse que está preparando uma acusação contra um policial de 23 anos da Guarda Nacional Bolivariana "por seu envolvimento suspeito na morte" de um estudante do ensino médio.

Em uma declaração transmitida pela televisão venezuelana, a ministra do Interior do país, Carmen Meléndez, prometeu que o governo vai perseguir o assassino do jovem "incansavelmente", e disse que um membro da polícia nacional já teria confessado a culpa no caso.
TAGS