PUBLICIDADE
Notícias

Vaticano comemora os 78 anos do Papa Francisco com bolo e tango

"Aos tangueiros presentes convido a fazer soprar aqui um pouco do vento dos pampas", disse o Papa ao se despedir

11:04 | 17/12/2014
NULL
NULL

Milhares de apaixonados por tango se reuniram nesta quarta-feira, 17, na Praça de São Pedro do Vaticano ao som do bandoneon para comemorar o 78º aniversário do papa argentino Francisco.

 Provenientes de toda a Itália e alguns inclusive de mais longe, os dançarinos acompanharam na primeira fila a audiência geral tradicional das quartas-feiras.
Quando o papa Francisco chegou à praça, agitaram um lenço branco, enquanto outros fiéis, entre os 13.000 presentes, ofereceram ao pontífice bolos ou chá mate.

 Posteriormente, depois de ouvir a catequese de Francisco sobre a família sob um belo sol invernal e vários cantos em espanhol de feliz aniversário, as notas de "Libertango", de Astor Piazzolla, abriram o baile na adjacente praça Pio XII.
"Aos tangueiros presentes convido a fazer soprar aqui um pouco do vento dos pampas", disse o Papa ao se despedir.

 "A ideia surgiu em agosto, com um grupo de amigos, todos apaixonados pelo tango, enquanto ressaltávamos as qualidades do papa Francisco", contou à AFP a organizadora, a tangueira italiana Cristina Carmorani.

 A enorme esplanada se convertia, assim, em um palco ante o qual se misturava o sagrado e o profano, padres e bailarinos.

 "Escolhi as músicas favoritas do papa", contou o técnico de som Marco Morgani, amigo de Carmorani, que levou de Forlí (norte) uma seleção de tangos que inclui canções de Amelia Baltar, Juan D´Arienzo e Aníbal Troilo.

 Centenas de casais de dançarinos, cerca de 3.000, segundo a imprensa italiana, dançaram por cerca de uma hora e meia no início da famosa Avenida da Conciliação, que leva à Praça de São Pedro, para presentear simbolicamente o papa com esta sensual dança nascida nos bairros pobres da capital argentina.

 "Dançar para o Papa é nosso presente, porque o tango é como um grande abraço", explicou Cristina Carmorani, professora de dança em Conventello, perto de Ravenna (nordeste), e idealizadora da iniciativa "Um tango para Francisco" na rede social Facebook.

 Um enorme cartaz com a frase "Um tango para Francisco de seus admiradores de Piedemonte" era carregado em meio aos dançarinos.
Para organizar este original flashmob, Carmorani conseguiu a permissão das autoridades vaticanas e da polícia italiana.

 "Não sou crente, danço tango há muitos anos. Hoje quis homenagear o Papa pelo que está fazendo, pelas mudanças que impulsiona", sustenta Achille, que segue o ritmo da dança abraçado a Rosalba.

 "Francisco representa a honestidade moral", diz ela, uma elegante italiana de 50 anos.

[FOTO2]

 

 

 

 

 

 

 

 Antes de ser eleito sucessor do trono de Pedro, Jorge Bergoglio confessou em certa ocasião sua paixão pelo tango. "Gosto muito, é algo que sai de dentro de mim", disse em uma entrevista publicada posteriormente no livro "El jesuita".
Segundo sua irmã, quando jovem foi inclusive um bom dançarino.

 No ano passado, para seu primeiro aniversário em Roma, a Rádio Vaticano divulgou seus tangos preferidos, entre eles "Por uma cabeza", de Carlos Gardel.
O pontífice parece desejar que este seja um dia normal. Não tem nada especial previsto em seu programa oficial e a imprensa italiana informou apenas que foi feito um bolo para o almoço.

 No ano passado, enquanto dezenas de milhares de pessoas o parabenizavam pelo Twitter, Francisco só convidou os funcionários da Casa Santa Marta, onde reside, para sua missa matutina.
Depois tomou café da manhã com quatro moradores de rua.

AFP
TAGS