PUBLICIDADE
Notícias

Papa Francisco pede que líderes islâmicos condenem o terrorismo

De volta à Roma, chefe da igreja católica diz que ligação entre islâmicos e terrorismo é errônea

10:53 | 01/12/2014
NULL
NULL

Nesta segunda-feira, 1º, o Papa Francisco pediu que os líderes muçulmanos condenem o terrorismo islâmico. Após três dias na Turquia, um Estado Islâmico, o líder da igreja católica reiterou o desejo de viajar ao Iraque.

"Muitos [muçulmanos] me dizem: não somos assim, o Alcorão é um livro de paz, é um livro profético de paz, isso não é o Islamismo. Em todas as religiões há esses pequenos grupos", destacou o Papa Francisco.

Ele acrescenta ainda que todos os líderes, sejam políticos ou religiosos, devem abolir esta cultura de guerra e ajudar seu povo. Sobre visitar o Iraque, o líder comenta que "no momento atual, não é possível".

Um problema de segurança às autoridades seria criado, mas o desejo continua. Francisco já enviou um cardeal para conversar com o patriarca da Babilônia dos Caldeus, Sako, um líder cristão no Estado Islâmico.

Redação O POVO Online 

TAGS