PUBLICIDADE
Notícias

Mau tempo dificulta resgate de ocupantes de balsa em chamas na costa grega

11:35 | 28/12/2014
Embarcação com 478 pessoas a bordo pegou fogo perto da ilha de Korfu. Salvamento é realizado sob condições difíceis. Norman Atlantic, de bandeira italiana, ia da Grécia a Ancona, na Itália. Uma balsa italiana transportando 478 pessoas pegou fogo na costa da Grécia, próximo à ilha de Korfu, na manhã deste domingo (28/12). Os passageiros estão sendo resgatados por outras embarcações, apesar dos ventos fortes, informaram as autoridades gregas. A embarcação Norman Atlantic, de bandeira italiana e operada pela companhia grega Anek, viajava da cidade de Patras, no oeste da Grécia, ao porto italiano de Ancona. A televisão italiana mostrou imagens dramáticas dos resgates de passageiros da barca em chamas. De acordo com informações da imprensa do país, o incêndio teria começado na área do convés onde são transportados automóveis. Autoridades gregas afirmaram não haver relato de vítimas, apesar de a operação de resgate ocorrer em condições "particularmente difíceis e complicadas", com ventos fortes, chuvas torrenciais e granizo. Falando à rádio Skai, um passageiro disse, através do celular, que não há botes salva-vidas suficientes no barco e que várias pessoas pularam na água para fugir do fogo. Calor se alastrou rapidamente A marinha italiana enviou três helicópteros, e a guarda costeira italiana, duas lanchas para ajudar nos trabalhos de resgate. O porta-voz da marinha italiana, em declarações à televisão Sky, explicou que os helicópteros estão preparados para lançar botes salva-vidas. Vários navios responderam ao apelo de socorro da balsa Norman Atlantic e 55 passageiros já tinham sido transferidos, na manhã deste domingo, para outra embarcação, enquanto outras 150 pessoas escaparam em botes salva-vidas. O incêndio começou, aparentemente, na zona reservada aos veículos, onde estavam 195 automóveis, mas o calor atingiu rapidamente todo o navio. Um dos passageiros resgatados contou à televisão grega Mega que chegou a sentir seus sapatos derreterem. MD/rtr/afp/lusa
TAGS