PUBLICIDADE
Notícias

Governo da Venezuela confirma recessão; inflação segue aumentando

20:40 | 30/12/2014
O governo da Venezuela confirmou que a economia caiu em uma grave recessão neste ano. De acordo com o banco central do país, o Produto Interno Bruto (PIB) contraiu mais de 4,8% na base anual nos dois primeiros trimestres do ano e 2,3% no período de julho a setembro.

O relatório já era esperado por economistas, que culpam o apertado controle de divisas do governo por afugentar investimentos e provocar uma escassez generalizada. De acordo com o governo venezuelano, o resultado se deve a oponentes que tentam sabotar a atividade no país.

Por serem os primeiros dados de PIB divulgados neste ano, eles representam, contudo, uma rara admissão da gravidade de uma crise cuja previsão é se aprofundar como uma queda nos preços do petróleo.

O presidente venezuelano Nicolás Maduro afirmou que a inflação acumulada deve chegar a 64% no ano. A inflação nos últimos 12 meses chegou a 63,6%. O país registrou nos últimos oito anos, uma das mais altas taxas de inflação na região, apesar do controle de preços. A inflação no final de 2013 foi de 56,2%.

O índice nacional de preços registrou alta de 4,7% em novembro, na comparação mensal, ligeiramente abaixo do 4,8% registrados no mesmo mês de 2013.

A Venezuela enfrenta uma aceleração da inflação em meio à crescentes problemas de escassez, cujo índice chegou a 28% em janeiro, nível mais alto da série histórica iniciada em 2009. Desde então, as autoridades não divulgaram o indicador. Fonte: Associated Press.

TAGS