PUBLICIDADE
Notícias

NY: dólar sobe diante do iene

19:10 | 19/11/2014
O dólar acelerou sua alta diante do iene e reduziu sua baixa frente ao euro no fim da tarde, revertendo o movimento ocorrido nos minutos seguintes à divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve.

O documento mostrou um pessimismo maior do que o do comunicado com a perspectiva do crescimento e da inflação e diz que os participantes da reunião preferiram não mencionar no comunicado suas preocupações com o crescimento global e com a volatilidade dos mercados. Os dirigentes do Fed chegaram a discutir o possível impacto da epidemia de vírus Ebola, mas isso não entrou no comunicado. Prevaleceu, porém, a percepção de divergência entre as políticas monetárias nos EUA, na Europa e no Japão. O dólar chegou a superar os ? 118, com máxima em ? 118,08, nível mais alto desde agosto de 2007.

"Será necessária uma mudança muito maior no crescimento e no emprego para que mude a expectativa sobre quanto o Fed passará a elevar as taxas de juro. E a inflação, embora mais baixa do que o desejável, não será um impedimento à normalização das taxas de juro", comentou o estrategista Michael Woolfolk, do Bank of New York Mellon. Para o estrategista Ian Gordon, do Bank of America Merrill Lynch, "não há nada de radical na ata que sugira que a tendência de curto prazo para o dólar vai mudar".

O Banco do Japão (BoJ) manteve sua política monetária inalterada. Na entrevista coletiva, o presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda, evitou comentar o adiamento, por 18 meses, da elevação do imposto sobre consumo, anunciado no começo da semana pelo primeiro-ministro Shinzo Abe. Ele disse que é "possível" que a inflação, medida pelo núcleo do índice de preços ao consumidor, caia abaixo de 1% ao ano, e ofereceu uma visão otimista sobre a economia, apesar de o Japão ter entrado em sua quarta recessão desde 2008. O adiamento da elevação do imposto e a convocação de eleições antecipadas para o Parlamento do Japão também contribuíram para a queda do iene.

A libra subiu diante do dólar e do euro. A ata da última reunião de política monetária do Banco da Inglaterra (BoE) mostrou que dois participantes votaram por uma elevação das taxas de juro; entre os outros sete, alguns mostraram preocupação sobre se a inflação poderá superar a meta se a taxa de desemprego continuar a cair.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,2554, de US$ 1,2536 ontem; o iene estava cotado a 117,98 por dólar, de 116,90 por dólar ontem. Frente à moeda japonesa, o euro estava cotado a ? 148,10, de ? 146,54 ontem. Diante da libra, o euro estava cotado a ? 0,8006, de ? 0,8020 ontem. O franco suíço estava cotado a 0,9572 por dólar, de 0,9586 por dólar na ontem, e a 1,2016 por euro, de 1,2014 por euro ontem. A libra estava cotada a US$ 1,5686, de US$ 1,5634 ontem. O dólar australiano estava cotado a US$ 0,8622, de US$ 0,8724 ontem. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS