PUBLICIDADE
Notícias

Homem-bomba que matou quase 50 jovens em escola da Nigéria estava uniformizado

O ataque praticado pelo homem disfarçado de aluno deixou 79 jovens feridos e pelo menos 46 mortos

14:40 | 11/11/2014
Na última segunda-feira, 10, uma homem-bomba disfarçado de aluno provocou uma explosão dentro de uma escola, no nordeste da Nigéria, deixando 79 estudantes feridos e 46 mortos.

Durante a tragédia, o homem-bomba vestia o uniforme da escola e se dirigiu até o pátio, local onde se concentrava a maior quantidade de alunos, deixando clara a tentativa de matar o maior número possível de jovens. O homem também morreu e, dentre os feridos, muitos se encontravam em estado gravíssimo.  
[SAIBAMAIS 2]
Policiais locais suspeitam que o ataque na cidade de Potiskum tenha sido orquestrado pelo grupo radical islâmico Boko Haram, que declaram abertamente o desejo de instalar um Estado islâmico no norte do país. Outras várias escolas já foram alvo do grupo, que pretende restringir a educação: meninas não devem frequentar aulas, enquanto os meninos devem ter acesso apenas à educação religiosa.   

Em entrevista à BBC, o parente de uma das vítimas que morreu aos 16 anos na explosão se queixou que as autoridades não estão se empenhando o suficiente para combater a insegurança. "O governo precisa ser mais sério na luta contra o Boko Haram, porque [a situação] está saindo de controle".   
Redação O POVO Online
TAGS