PUBLICIDADE
Notícias

União Europeia nomeia coordenador no combate ao ebola

19:10 | 23/10/2014
Os líderes da União Europeia concordaram nesta quinta-feira em nomear um coordenador da crise do ebola, como uma forma de reforçar a resposta à propagação do vírus. Christos Stylianides, um médico do Chipre irá assumir o cargo na Comissão Europeia em 1º de novembro.

O movimento segue uma decisão dos EUA de nomear o seu próprio "czar do ebola" na semana passada.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, destacou a urgência de uma ação intensificada pela UE. "O principal risco é, obviamente, a crise de ebola", declarou. Ele pediu que outros países contribuíssem com mais ajuda.

Até o momento, a União Europeia e seus membros disponibilizaram 600 milhões de euros (US$ 760 milhões) para combater o vírus na África e estão trabalhando para aumentar a capacidade de transporte de agentes de saúde europeus. Cameron quer elevar a ajuda para 1 bilhão de euros.

Os líderes europeus também discutiram a imposição de triagem a passageiros vindos de áreas contaminadas. O comissário de Saúde da UE, Tonio Borg, afirmou na semana passada que a decisão ficara a cargo de cada país. Reino Unido, França e Bélgica adotaram tais medidas, assim como os EUA.

Martin Schulz, presidente do Parlamento Europeu, afirmou aos líderes do bloco econômico que seus países precisam de melhor coordenação. "Por muito tempo a comunidade internacional subestimou o perigo", declarou. "Devemos fazer tudo no nosso alcance para encerrar o contágio dessa terrível doença." Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS