PUBLICIDADE
Notícias

Total: Controladores de voo são presos na Rússia

09:20 | 23/10/2014
Investigadores russos informaram nesta quinta-feira que prenderam quatro gerentes e controladores de voo do aeroporto Vnukovo, em Moscou, após a colisão de um avião particular que resultou na morte do presidente da petroleira francesa Total, Christophe de Margerie. Outros dois executivos do aeroporto renunciaram e três pessoas foram suspensas devido à tragédia.

O comitê de investigação, em nota, declarou que suspeita que as quatro pessoas detidas "não garantiram a segurança do voo e nem o cumprimento das regulações de apoio em terra". Dentre os presos está uma controladora trainee, Svetlana Krivsun, e seu supervisor, Alexander Kruglov, além do engenheiro-chefe responsável pela remoção da neve no aeroporto e o chefe de voo que estava em serviço durante a tragédia.

A porta-voz do aeroporto de Vnukovo afirmou que três dos detidos não são funcionários da empresa e trabalham para a agência estatal responsável pelo controle do tráfego aéreo. O quarto, Vladimir Ledenev, o engenheiro-chefe, trabalhava para o Vnukovo. O executivo-chefe da filial internacional do aeroporto, Andrei Dyakov, renunciou, bem como seu vice, Sergei Solntsev. Outros três funcionários foram afastados.

O diretor do removedor de neve, Vladimir Martynenko, que colidiu com a aeronave, apareceu diante à Corte para depor nesta quinta-feira. Ele admitiu que seu veículo estava envolvido na colisão e disse estar cooperando com os investigadores, segundo agências de notícias russas.

Os investigadores afirmam que o nível de álcool no sangue de Martynenko era de 0,06%, segundo exames - o resultado é inferior ao permitido por leis dos Estados Unidos, mas é considerado como embriaguez pela legislação russa. O motorista nega que tenha feito consumo de bebidas alcoólicas no dia do acidente e seu advogado disse que ele passou o exame médico obrigatório antes de começar seu turno na segunda-feira.

O advogado, Alexander Karabanov, diz que seu cliente se separou dos outros removedores de neve na escuridão e estava tentando falar com seu gestor pelo rádio quando invadiu inadvertidamente a pista de decolagem. Karabanov, contudo, ressalto que é de responsabilidade dos controladores aéreos garantir que a pista está livre antes de autorizarem a partida de um avião. Fonte: Associated Press.M

TAGS