PUBLICIDADE
Notícias

Reino Unido irá contestar contribuição pedida pela UE

08:20 | 24/10/2014
O Reino Unido irá contestar o pedido da União Europeia (UE) para que contribua com mais 2,1 bilhões de euros aos cofres do grupo. O pedido é feito em momento bastante delicado para o país, quando há crescente pressão doméstica para que o governo saia do bloco. Autoridades confirmaram nessa sexta-feira que a UE pediu para que os britânicos aumentassem sua contribuição em 20%, como foi noticiado pelo jornal Financial Times.

A Holanda também recebeu pedido similar para aumentar o apoio financeiro em 642 milhões de euros, considerado pelo ministro das Finanças Jeroen Dijsselbloem como "extremamente surpreendente, desagradavelmente surpreendente".

David Cameron, o primeiro-ministro britânico, pretende se unir ao líder holandês para protestar a demanda em um encontro da UE que termina nesta sexta-feira. "A Comissão Europeia não estava esperando esse dinheiro e não precisa desse dinheiro. Iremos trabalhar com outros países igualmente afetados para fazer tudo o que pudermos para desafiar essa situação", afirmou um representante do país.

A Comissão Executiva da UE, por sua vez, justifica a demanda pelo fato de que algumas economias, como o Reino Unido, registrarem um crescimento maior que o previsto no início do ano - as contribuições são feitas de acordo com o tamanho da economia.

Dijsselbloem, no entanto, salienta a necessidade de revisar as fontes utilizadas pela UE e o cálculo da contribuição. Em resposta, a UE disse que os cálculos são um exercício anual e que teve seu "método aprovado pelos Estados" que integram o bloco. Fonte: Associated Press.

TAGS