PUBLICIDADE
Notícias

NY: bolsas fecham em baixa com realização de lucros

18:10 | 06/10/2014
As bolsas de Nova York fecharam em baixa, com os investidores realizando lucros após a forte alta apresentada na sexta-feira, quando o governo dos EUA informou que foram criados mais empregos no país em setembro do que o previsto. Os índices acionários abriram a sessão em alta, mas perderam força ao longo da tarde.

O índice Dow Jones caiu 17,78 pontos (0,10%), para 16.991,91 pontos. O Nasdaq recuou 20,82 pontos (0,47%), para 4.454,80 pontos, e o S&P 500 perdeu 3,08 pontos (0,16%), para 1.964,82 pontos.

Ações de pequenas empresas lideraram as perdas, enquanto papéis mais defensivos, como de empresas ligadas ao consumo e do setor de telecomunicações, subiram. O índice Russell 2000, que acompanha empresas de baixa capitalização, caiu 0,9%, para 1.094,65 pontos. Segundo operadores, o movimento negativo das bolsas ocorreu em meio a um baixo volume de negócios e não foi puxado por um fator específico.

Ed Cowart, gerente de carteira do fundo Eagle Growth & Income, afirmou esperar mais ganhos nas ações à medida que a economia dos EUA se firmar e o Federal Reserve continuar implementando políticas acomodatícias. "Os investidores verão lucros bons e o Fed continuará acomodatício por um longo período. Todo o resto é um ruído desenhado pelo mercado para manter as pessoas nervosas e sem investir", afirmou.

Outros estão mais cautelosos. Bob Phillips, gerente do Spectrum Management Group, disse que está mantendo as apostas em ações de empresas maiores, que tendem a resistir melhor à volatilidade do mercado. "É uma aposta mais segura", comentou.

A agenda de indicadores está relativamente esvaziada nesta semana. O destaque desta segunda-feira foi o índice de tendência de emprego do Conference Board, que subiu 6,1% em setembro, para 121,68. Além disso, o Federal Reserve lançou hoje o índice de condições do mercado de trabalho, com alta para 2,5 em setembro, de 2,0 em agosto. Nenhum dos dois indicadores provocou reação nas bolsas norte-americanas.

No noticiário corporativo, a Hewlett-Packard confirmou que planeja dividir sua unidade de computadores pessoais e impressoras das operações de hardware e serviços. As ações da empresa subiram 4,7%. Por outro lado, a farmacêutica Alcobra despencou 56,6% após anunciar que o estudo sobre um medicamento para tratar o déficit de atenção por hiperatividade mostrou resultados significativos, mas os próximos passos para obter aprovação dos órgãos reguladores ainda são incertos. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS