PUBLICIDADE
Notícias

Netanyahu refuta crítica dos EUA a assentamento

14:10 | 05/10/2014
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, refutou uma recente crítica da Casa Branca pela construção de assentamentos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, com o argumento de que o gesto vai "contra os princípios americanos".

As áreas em que ocorre a construção de assentamentos foram capturadas por Israel na guerra do Oriente Médio, em 1967, e são reivindicadas pelos palestinos para a formação de um futuro Estado independente.

O governo israelense foi criticado na semana passada após a aprovação final da construção de um novo assentamento residencial em Jerusalém Oriental.

Israel alega que Jerusalém Oriental é parte de sua capital e considera que novos assentamentos constituem bairros da cidade. A comunidade internacional - incluindo os EUA -, no entanto, não reconhece a anexação da área pelos israelenses e classifica a construção de assentamentos como ilegal.

Numa dura reprimenda, o governo norte-americano alertou Israel que o novo projeto irá distanciar o país "até mesmo de seus aliados mais próximos" e põe em dúvida seu comprometimento em buscar a paz com os palestinos.

Em entrevista transmitida hoje pela emissora americana CBS, Netanyahu respondeu que não aceita restrições sobre onde os judeus devem morar e acrescentou que árabes e judeus de Jerusalém devem ter o direito de comprar moradias onde quiserem.

Ainda na entrevista, gravada na quinta-feira, Netanyahu afirmou ter ficado chocado com a crítica da Casa Branca. "Vai contra os valores americanos. É não é um bom prenúncio para a paz", disse. Fonte: Associated Press.

TAGS