PUBLICIDADE
Notícias

Morre Siegfried Lenz, um dos grandes escritores alemães do pós-guerra

Lenz, que pertencia à mesma geração que Gunter Grass, escreveu muitos romances, contos, ensaios e obras de teatro e radiofônicas

11:32 | 07/10/2014
NULL
NULL

Um dos grandes escritores alemães do pós-guerra, Siegfried Lenz, autor de "A Lição de Alemão", morreu aos 88 anos, anunciou nesta terça-feira, 7,a editora Hoffmann und Campe.

Siegfried Lenz nasceu em 1926 em Lyck, na região da Prússia Oriental, que ao fim da Segunda Guerra Mundial ficou sob soberania polonesa.

Lenz, que pertencia à mesma geração que Gunter Grass, escreveu muitos romances, contos, ensaios e obras de teatro e radiofônicas.
"Uma parte da Alemanha nos deixou", declarou o ministro alemão das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier.

"Siegfried Lenz era uma dessas pessoas que não existem mais, um escritor apreciado para além dos círculos literários", declarou Daniel Kampa, um dos responsáveis da editora Hoffman und Campe.

"A Lição de Alemão", sua obra mais conhecida, publicada em 1968, evoca a forma como o nazismo penetrou no espírito do povo alemão.

A obra conta a história de Siggi Jepsen, detido em uma prisão para menores em uma ilha em frente a Hamburgo (norte), punido por não entregar uma redação sobre "a alegria do dever".
Siegfried Lenz havia ingressado na Marinha alemã em 1944 e pouco antes do fim da guerra desertou em direção à Dinamarca, onde foi considerado prisioneiro de guerra.

Depois da guerra, Lenz estudou filosofia, inglês e história da literatura na Universidade de Hamburgo, estudos que interrompeu para trabalhar como jornalista no jornal conservador Die Welt.

Em 1951, Lenz decidiu trabalhar como escritor independente e se dedicar a sua obra. Lenz simpatizava com os sociais-democratas, apoiou a política do chanceler Willy Brandt de reconciliação com a Polônia e foi amigo de Helmut Schmidt, chanceler de 1974 a 1982.

 AFP

TAGS