PUBLICIDADE
Notícias

Morre ex-ditador do Haiti Jean Claude Duvalier, o "Baby Doc"

15:03 | 04/10/2014
Ex-presidente governou país caribenho com mão de ferro entre 1971 e 1986. Ao retornar de longo exílio na França, ele vinha sendo processado por vários crimes, inclusive contra a humanidade. O ex-ditador do Haiti, Jean-Claude Duvalier, morreu de ataque cardíaco na manhã deste sábado (04/10) em Port-au-Prince, aos 63 anos, segundo informou seu advogado Reynald Georges. Depois de herdar o governo no país caribenho de seu pai o ditador François Duvalier em 1971, quando tinha apenas 19 anos, "Baby Doc", como ficou conhecido, permaneceu 15 anos no poder. Ele deixou o Haiti em 1986 após um levante popular e se exilou na França por 25 anos. Em 2011 ele retornou ao território haitiano. Dias após seu regresso, o ex-presidente, que dirigiu o país com mão de ferro, foi acusado de vários crimes, incluindo corrupção, apropriação de dinheiro público, formação de quadrilha, detenção ilegal e tortura contra seus opositores. Nenhum julgamento, no entanto, foi realizado. Jean-Claude Duvalier só compareceu diante da Justiça em fevereiro do ano passado, quando se apresentou no Tribunal de Recurso de Port-au-Prince. Em fevereiro deste ano, a justiça haitiana ordenou um novo inquérito sobre crimes contra a humanidade "imprescritíveis" atribuídos a ele. MSB/lusa/rtr/ap

TAGS