PUBLICIDADE
Notícias

Morre aos 82 anos o estilista Oscar de La Renta

08:00 | 21/10/2014
Oscar de la Renta, um dos mais renomados estilistas do mundo, responsável por moldar o guarda-roupa de socialites, primeiras-damas e estrelas de Hollywood por mais de quatro décadas morreu na noite desta segunda-feira, aos 82 anos.

A causa da morte do designer não foi informada pela família, que divulgou um comunicado à imprensa informando que De la Renta morreu em Connecticut, nos Estados Unidos, rodeado por familiares e amigos. No passado, no entanto, o artista havia comentado que estava com câncer.

"Nossos corações estão partidos com a ideia de uma vida sem Oscar, mas ele ainda está conosco. O seu trabalho, sua inteligência e seu amor pela vida estão no coração da companhia", afirmou sua enteada, Eliza Reed Bolen, que hoje é responsável pela empresa do estilista, juntamente com seu marido, Alex Bolen. "Tudo o que fizemos e o que faremos é formado pelos seus valores e pelo seu espírito. Através do exemplo de Oscar, sabemos que caminho seguir. Faremos Oscar muito orgulhoso ao continuar de modo ainda mais forte o trabalho que ele tanto amou".

A especialidade do artista era o design de peças para eventos noturnos, embora também tenha criado trajes para outras ocasiões. Sua marca eram as saias volumosas, bordados de requinte e a riqueza de cores. Dentre as personalidades vestidas por De la Renta estão a ex-primeira-dama Laura Bush, a ex-secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, as atrizes Penélope Cruz e Sandra Bullock, dentre diversas outras celebridades.

Recentemente, Amal Alamuddin usou um vestido de casamento desenhado pelo estilista ao se casar com o ator George Clooney, em Veneza. A primeira-dama Michelle Obama também vestiu uma peça de De la Renta pela primeira vez há pouco tempo, após ser criticada pelo estilista de que só usava roupas de estilistas estrangeiros.

De la Renta nasceu na República Dominicana e se mudou para a Espanha aos 18 anos, para estudar pintura. Uma vez lá, contudo, foi atraído para o mundo da moda. Foi lá que De la Renta criou um vestido para a filha do embaixador dos Estados Unidos que foi parar na capa da revista Life.

No início da carreira, o estilista trabalhou com nomes como Cristobal Balenciaga e Elizabeth Arden, até lançar sua própria marca em 1965. Ele só iria se afastar do comando da companhia em 2004, ao passar o controle para o casal Bolen, mas ainda assim permaneceu na ativa até a morte, continuando a expor seus trabalhos durante a semana de moda de Nova York.

De la Renta deixa um filho adotivo, Moises, que atualmente trabalha como designer para a marca. A primeira mulher do estilista, a editora da Vogue francesa, Françoise de Langlade, morreu em 1983. Fonte: Associated Press.

TAGS