PUBLICIDADE
Notícias

Ex-primeiro-ministro é reeleito na Bulgária

17:40 | 06/10/2014
A esperança de um governo melhor levou os búlgaros às urnas no último domingo (5), quando foi realizada a eleição parlamentar. O ex-primeiro-ministro Boyko Borisov, 55, do partido de centro-direita GERB, foi reeleito com 32,7% dos votos, enquanto os Socialistas ficaram com 15,4%.

O GERB afirmou nesta segunda-feira (6) que está disposto a formar um governo de minorias e busca apoio de outros partidos, com exceção dos Socialistas. Borisov declarou que a porta está aberta para conversas com possíveis parceiros de coligações. Ele governou o país de 2009 a 2013, quando renunciou em meio a protestos populares contra a pobreza, os altos preços dos serviços públicos e a corrupção.

Os búlgaros esperam que a nova administração acabe com o impasse político no país, revigore a economia, resolva uma intensa crise bancária e encontre maneiras de reduzir a dependência da Rússia para o fornecimento de energia.

A Bulgária pertence à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e à União Europeia, que tem 28 países, mas muitos de seus residentes têm uma forte relação com a Rússia, da qual o país depende para fornecimento de petróleo e gás, deixando a Bulgária vulnerável à interferência do Kremlin.

Com 7,3 milhões de habitantes, a Bulgária tem enfrentado casos de corrupção e uma desilusão generalizada com o governo de elite. A recuperação da economia também está ameaçada diante da proibição de importação de alimentos europeus pela Rússia e da intensa crise no quarto maior banco do país, além do medo de que a Bulgária possa sofrer ainda mais caso a disputa entre a Rússia e a Ucrânia se prolongue durante o inverno local. Fonte: Associated Press.

TAGS