PUBLICIDADE
Notícias

Drones sobre usinas nucleares colocam França em estado de alerta

17:45 | 30/10/2014
Misteriosos veículos aéreos não tripulados avistados nas últimas semanas estão sob investigação. Reatores produzem três quartos da energia francesa. Primeiras suspeitas recaem sobre ambientalistas. O governo da França ordenou nesta quinta-feira (30/10) que se iniciem investigações sobre drones não identificados avistados em território nacional. Os veículos não tripulados têm sido vistos nas últimas semanas sobrevoando diversas usinas nucleares no país. O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, declarou à rádio France Info que "medidas estão sendo tomadas para descobrir o que são esses drones e neutralizá-los". Segundo a companhia de energia EDF, os objetos voadores foram localizados sobre sete centrais nucleares por todo o país, entre 5 e 20 de outubro. Aparentemente não houve qualquer efeito sobre a segurança ou funcionamento das centrais. A França proíbe que veículos aéreos se aproximem das instalações nucleares a menos de cinco quilômetros de distância ou mil metros de altura. As primeiras suspeitas recaíram sobre o lobby antinuclear. A ONG ambientalista Greenpeace negou qualquer envolvimento com o caso, classificando a presença dos drones como "muito preocupante". Nos últimos anos, seus ativistas têm invadido diversas usinas, visando a chamar a atenção para o tema da segurança nuclear. O país é extremamente dependente da energia nuclear, dispondo de 58 reatores que fornecem 75% da eletricidade consumida pelos franceses, em 19 unidades operadas pela EDF. O presidente François Hollande planeja diminuir essa porcentagem para 50%, até 2025. AV/dpa/rtr
TAGS