PUBLICIDADE
Notícias

Chefe do governo de Hong Kong se nega a renunciar, mas aceita negociar com manifestantes

"Não renunciarei porque tenho que continuar com o trabalho para as eleições", disse Leung Chun-Ying

13:32 | 02/10/2014

O chefe do governo local de Hong Kong rejeitou nesta quinta-feira, 2, as exigências dos manifestantes para que renunciasse, mas concordou em conversar com um grupo de estudantes envolvidos em protestos pró-democracia que paralisaram partes da cidade.

"Não renunciarei porque tenho que continuar com o trabalho para as eleições", declarou Leung Chun-Ying em uma coletiva de imprensa minutos antes da meia-noite, quando terminava o prazo dado pelos militantes para que deixasse o poder.

[SAIBAMAIS1]

"Nomeio agora a secretária-chefe para representar o governo de Hong Kong no encontro com os representantes da Federação de Estudantes de Hong Kong para discutir questões de desenvolvimento constitucional", acrescentou.

 

AFP

TAGS