PUBLICIDADE
Notícias

Australiano é primeiro condenado por pedofilia graças a menina virtual

O primeiro acusado graças a esta iniciativa, Scott Robert Hansen, de 38 anos, foi condenado a dois anos de prisão

08:30 | 22/10/2014
NULL
NULL

Um pedófilo australiano preso graças a uma menina virtual criada por uma ONG para localizar criminosos sexuais que atuam na internet se converteu no primeiro condenado graças a esta iniciativa, informou a organização nesta quarta-feira, 22.

O grupo holandês de defesa dos direitos humanos "Terre des Hommes" revelou em novembro passado o uso desta menor de idade criada por computador, de origem filipina e chamada "Sweetie", para pegar pedófilos em chats.

Em um período de dez semanas, mais de 20.000 pessoas de 71 países contataram esta menina virtual de 10 anos pedindo sexo através de uma câmera web, e mais de mil foram identificados em países como Austrália, Polônia e Estados Unidos.

O primeiro acusado graças a esta iniciativa, Scott Robert Hansen, de 38 anos, foi condenado a dois anos de prisão, informou à AFP um porta-voz do tribunal, apesar de o tempo de prisão ter sido anulado em função dos 260 dias que o detido ficou sob custódia policial.

Com esta iniciativa, a ONG pretende expor o turismo sexual virtual, uma forma de exploração infantil que afeta a milhares de crianças nas Filipinas, Camboja e Tailândia.

AFP

TAGS