PUBLICIDADE
Notícias

África precisa de 5 mil profissionais para conter ebola

07:10 | 28/10/2014
O presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, disse, nesta terça-feira, que os países afetados pelo ebola no oeste da África vão precisar de pelo menos mais 5.000 profissionais de saúde para combater efetivamente a epidemia.

Kim disse estar preocupado, pois será difícil encontrar mais profissionais dispostos a viajar a região oeste da África, dado o medo generalizado da epidemia de ebola que tomou conta do mundo. O líder do Banco Mundial falou ao lado do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, e da presidente da União Africana, Nkosazana Dlamini-Zuma.

O secretário-geral da ONU afirmou que a propagação do vírus continua num ritmo mais acelerado do que a resposta da comunidade internacional. Ban Ki-moon fez um apelo para que os 54 países membros da União Africana não imponham restrições de viagens relacionadas ao ebola ou fechem suas fronteiras.

Dlamini-Zuma disse que os países da União Africana se comprometeram a enviar mais de 2.000 profissionais de saúde às regiões afetadas, mas não informou quando os médicos e enfermeiros vão chegar ao oeste da África. Fonte: Associated Press.

TAGS