PUBLICIDADE
Notícias

Série de ataques deixa 17 mortos no Iraque

13:00 | 05/09/2014
Uma série de ataques no Iraque matou 17 pessoas, incluindo quatro militantes xiitas e um chefe de etnia sunita. Policiais afirmaram que um dos ataques aconteceu quando um carro-bomba explodiu em uma rua comercial no principal distrito xiita de Bagdá, Zafaraniyah, matando sete pessoas e ferindo 15 outras. Diversas lojas foram danificadas.

No sul de Bagdá, uma bomba próxima a uma estrada atingiu um comboio de militantes xiitas, matando quatro pessoas e ferindo sete na área de Iskandariyah. Os militantes xiitas se uniram às forças armadas iraquianas na batalha contra o grupo extremista Estado Islâmico, que tem confiscado grandes faixas de terra e cidades no norte e oeste do país.

Outra bomba explodiu perto de um mercado no distrito xiita Obeidi, em Bagdá, matando três pessoas e ferindo outras 12, informou a polícia.

No norte do Iraque, moradores disseram que militantes do Estado Islâmico mataram Maiser Al-Waqaa, chefe de etnia sunita, e outros dois companheiros no vilarejo de Al-Houd, no sul da cidade de Mossul, a segunda maior do país. Al-Waqaa concorreu nas eleições parlamentares deste ano, mas não venceu o pleito.

Também no norte do país, na área de Suleiman Beg, um vala coletiva foi descoberta com os corpos de 15 motoristas de caminhões xiitas. Familiares disseram que eles foram sequestrados há cerca de três meses por militantes sunitas, que os capturaram durante uma ofensiva em junho. Militantes sunitas ocuparam Mosul e grande parte do norte do Iraque. Fonte: Associated Press.

TAGS